Cursos Técnicos Superiores Profissionais (TeSP)

Os Cursos Técnicos Superiores Profissionais (TeSP) são uma nova oferta formativa que passa, por promover a integração dos estudantes no mercado de trabalho e, ao mesmo tempo, assegurar que as entidades empregadoras encontram profissionais com o perfil desejado.
O que são os TeSP?

Os Cursos Técnicos Superiores Profissionais fazem parte de uma nova geração de cursos de curta duração no âmbito do Ensino Superior Politécnico, com dois anos de duração e 120 créditos ECTS.
Por se tratar de uma oferta educativa de natureza profissional, o seu plano de estudos integra um estágio em contexto de trabalho — com a duração mínima de um semestre, e privilegia a formação técnica e a aplicação prática de conhecimentos e saberes.
O que conferem?

Os Cursos Técnicos Superiores Profissionais conferem um Diploma de Técnico Superior Profissional e uma qualificação de nível 5 do Quadro Nacional de Qualificações (QNQ) e do Quadro Europeu de Qualificações (QEQ), visando a integração qualificada no mercado de trabalho.
Os detentores de um Diploma de Técnico Superior Profissional têm conhecimentos especializados numa área concreta e estão preparados para aplicar, em contexto profissional, as competências adquiridas no curso.

É possível ingressar numa Licenciatura ou Mestrado Integrado, depois de concluir um TeSP?

Sim. Um Titular de Diploma de Técnico Superior Profissional pode ingressar numa Licenciatura ou Mestrado Integrado através do Concurso Especial de Acesso para Titulares de Diploma de Técnico Superior Profissional.
Estão disponíveis Bolsas de Estudo para os CTSP?
Sim. Os estudantes inscritos nos CTSP são abrangidos pela ação social, tal como os restantes estudantes do ensino superior. As Bolsas de Estudo da Direção Geral do Ensino Superior são atribuídas consoante os rendimentos financeiros de cada candidato e a candidatura a Bolsa deve ser feita online em www.dges.mctes.pt.

Quais as Condições de Acesso a um Curso Técnico Superior Profissional?

Podem candidatar-se a um Curso Técnico Superior Profissional:
• Candidatos com curso de ensino secundário (ou equivalente legal);
• Candidatos com 12.º ano incompleto, com aprovação em todas as disciplinas dos 10.º e 11.º anos, considerados aptos através de prova de avaliação de capacidade (a realizar pelo Instituto Piaget);
• Candidatos aprovados nas Provas Especiais para Maiores de 23 Anos;
• Titulares de Diploma de Especialização Tecnológica, Titulares de Diploma de Técnico Superior Profissional e Titulares de Grau de Ensino Superior que pretendam a sua requalificação profissional.

  • Aplicações Móveis

    O técnico de Aplicações Móveis é um profissional com competências técnicas que, de forma autónoma ou integrado numa equipa, planeia, analisa, desenha e desenvolve aplicações para dispositivos móveis. Atividades Principais

    • Analisar problemas reais de complexidade variável;
    • Planear o desenvolvimento de aplicações móveis;
    • Desenhar arquiteturas de sistemas móveis;
    • Desenvolver/Programar aplicações para dispositivos móveis;
    • Aplicar tecnologias de apoio à criação de aplicações móveis;
    • Integrar componentes multimédia;
    • Editar ou criar multimédia utilizando ferramentas de autor;
    • Desenvolver interfaces 2D ou 3D;
    • Integrar tecnologia emergente em aplicações móveis;
    • Avaliar a usabilidade das aplicações móveis;
    • Testar aplicações móveis.

    ver mais

  • Desenho Técnico e Maquinação

    O técnico de Desenho Técnico e Maquinação é um profissional capaz de fazer e interpretar desenhos de sistemas mecânicos, planeando gerindo ou executando, as operações e as técnicas de programação e maquinação em máquinas CNC com vista à produção otimizada de resultados. Apoiar na decisão de aquisição de novas tecnologias de maquinação com suporte nos fornecedores.

    Atividades Principais

    • Conceber e/ou executar desenhos de peças a 3 dimensões e respetivas ferramentas, utilizando o computador;
    • Criar e otimizar percursos de maquinação, elaborando o programa de maquinação da peça e/ou da ferramenta a obter, com recurso a sistemas CAM (maquinagem assistida por computador) ;
    • Efetuar o controlo dimensional e de forma das peças e/ou do molde, utilizando os instrumentos de medida convencionais ou operando uma máquina de medição por coordenadas (CMM) ;
    • Escolher e conceber sistemas de aperto de peças adequados à maquinação de componentes em máquinas fresadoras, tornos e de eletroerosão com CNC;
    • Preparar as ferramentas, materiais, componentes, peças, necessárias para o desenvolvimento da maquinagem;
    • Desenvolver técnicas de obtenção de pontos de origem da peça;
    • Otimizar o desempenho das ferramentas de corte;
    • Desenvolver e aplicar técnicas para cumprir conformidades específicas das peças;
    • Executar e controlar a maquinação de componentes com recurso a fresadoras e tornos CNC;
    • Enquadrar a tecnologia no sistema produtivo;
    • Aplicar os conceitos de criação e manipulação de geometrias 3D;
    • Identificar e utilizar estratégias de maquinação de desbaste e acabamento 3D;
    • Cooperar com a área da produção, com o objetivo de otimizar os recursos e diminuir tempos improdutivos;
    • Desenvolver relações técnicas com os fornecedores de equipamentos, analisar as necessidades de adaptação das tecnologias às especificidades da empresa.

    ver mais

  • Desenvolvimento Web Multimédia

    O Técnico Superior Profissional em Desenvolvimento Web Multimédia é o profissional apto a conceber e implementar aplicações e serviços Web com conteúdos multimédia, autonomamente ou em equipa, recorrendo às novas tecnologias e ferramentas. Atividades Principais:

    • Planear e desenvolver aplicações avançadas para a web;
    • Planear, desenhar e desenvolver interfaces web interativas;
    • Conceber código suportado em bons princípios de desenvolvimento;
    • Conceber soluções informáticas suportadas nos princípios de usabilidade acessibilidade web;
    • Gerir e integrar diferentes tecnologias de acordo com os requisitos dos projetos web;
    • Conceber interfaces adaptados às diferentes plataformas e dispositivos móveis;
    • Produzir e tratar conteúdos médios (vídeo, imagens, animações);
    • Desenvolver aplicações multimédia;
    • Criar e gerir bases de dados;
    • Organizar, coordenar e supervisionar equipas de implementação de projetos web e multimédia.

    ver mais

  • Eletrónica, Automação e Comando

    O titular de cursos técnicos superiores profissionais em Eletrónica, Automação e Comando é um profissional que, de forma autónoma ou integrado numa equipa, planeia, executa e dirige a execução, instalação e a manutenção de automatismos industriais, tendo em vista a otimização da instalação e o cumprimento dos requisitos de qualidade, normas e regulamentos de segurança. O titular deste curso apresenta ainda competências de planeamento, coordenação e controlo da produção, bem como na instalação e configuração de sistemas domóticos. Está ainda apto a ministrar formação nas principais áreas do curso.

    Atividades Principais

    • Instalar, programar e colocar em funcionamento equipamentos e sistemas de automação, instrumentação, robótica e controlo industrial;
    • Elaborar esquemas elétricos, eletrónicos, pneumáticos e hidráulicos;
    • Desenvolver automatismos industriais utilizando controladores lógicos programáveis (PLC);
    • Instalar equipamentos pneumáticos e hidráulicos;
    • Instalar e configurar sistemas domóticos;
    • Planificar e montar quadros elétricos de equipamentos de automação industrial, tendo em consideração as boas-práticas e as normas e regulamentos aplicáveis;
    • Efetuar a gestão da manutenção de equipamentos e sistemas de automação, instrumentação, robótica e controlo industrial;
    • Colaborar no planeamento, coordenação e controlo da produção;
    • Dar formação a outros colaboradores da empresa, nomeadamente aos utilizadores dos equipamentos, aos técnicos de eletrónica e aos técnicos de manutenção;
    • Preencher documentação técnica e elaborar relatórios técnicos relativos à atividade desenvolvida.

    ver mais

  • Gestão Industrial da Produção

    O técnico superior profissional em Gestão Industrial da Produção tem como função dar apoio à direção da produção, através da agilização e otimização dos processos produtivos. Tem conhecimentos para, sob orientação ou de forma autónoma, planear, organizar e coordenar os processos produtivos e os respetivos recursos (humanos, tecnológicos, materiais, conhecimento, financeiros) a fim de adequar o sistema produtivo ao mercado e às necessidades dos clientes. Atividades Principais:

    • Planeamento e gestão da produção
    • Planeamento e gestão de stocks
    • Logística e distribuição
    • Gestão de operações
    • Compras e aprovisionamento
    • Planeamento financeiro da produção
    • Organização e gestão de sistemas produtivos
    • Higiene e segurança industriais
    • Tecnologias de produção

    ver mais

  • Instalações Elétricas

    O técnico de instalações elétricas é um profissional que planeia e executa a instalação e manutenção de instalações elétricas, tendo em vista a otimização da instalação e o cumprimento dos requisitos de qualidade, normas e regulamentos de segurança, sem prejuízo das responsabilidades e atividades inerentes aos técnicos responsáveis de instalações elétricas.

    Atividades Principais

    • Projetar e planear a instalação, manutenção e reparação de instalações elétricas de baixa e média tensão, de energias renováveis,de comando, sinalização e proteção, de distribuição de energia elétrica e instalações de telecomunicações em edifícios.
    • Orientar e/ou efetuar a instalação de equipamentos elétricos/eletrónicos, instalação, manutenção e reparação de instalações elétricas de baixa e média tensão, de energias renováveis, de comando, sinalização e proteção, de distribuição de energia elétrica e instalações de telecomunicações em edifícios.
    • Orientar e/ou efetuar manutenções preventivas e corretivas em equipamentos elétricos/eletrónicos e instalações elétricas de baixa e média tensão, de energias renováveis, de comando, sinalização e proteção, de distribuição de energia elétrica e instalações de telecomunicações em edifícios.
    • Efetuar a instalação de equipamentos e sistemas de telecomunicações em edifícios, utilizando tecnologias, técnicas e instrumentos adequados, de acordo com as instruções técnicas, regulamentação específica e manuais de fabricante, respeitando as normas de segurança de pessoas e equipamentos.
    • Efetuar manutenções preventivas e corretivas de equipamentos e sistemas de telecomunicações em edifícios, utilizando tecnologias, técnicas e instrumentos adequados, a fim de assegurar o seu correto funcionamento, respeitando as normas de segurança de pessoas e equipamentos.
    • Efetuar orçamentos relativos à execução, manutenção e/ou reparação de instalações elétricas, efetuando, nomeadamente, os cálculos de materiais, equipamentos, mão de ­obra e tempos de trabalho.
    • Prestar assistência técnica a clientes esclarecendo possíveis dúvidas sobre o funcionamento de equipamentos elétricos/eletrónicos e instalações elétricas intervencionadas.
    • Elaborar relatórios e preencher documentação técnica relativa à atividade desenvolvida.

    ver mais

  • Manutenção Industrial*

    O Técnico Superior Profissional em Manutenção Industrial gere a manutenção de equipamentos de automação, instrumentação, robótica e controlo industrial. Está igualmente apto para orientar os trabalhos na área da manutenção, relativamente à preparação, inspeção e manutenção de equipamentos industriais e também de instalações de AVAC (aquecimento, ventilação e ar condicionado). Atividades Principais:

    • Planear e organizar os trabalhos de manutenção e reparação de equipamentos industriais de acordo com as normas de qualidade estabelecidas;
    • Analisar desenhos, normas e outras especificações técnicas a fim de identificar formas e dimensões, funcionalidades, materiais e outros dados complementares relativos a equipamentos industriais, por forma a auxiliar os trabalhos de manutenção e reparação;
    • Orientar, controlar e desenvolver as atividades na área da manutenção e reparação de equipamentos industriais;
    • Orientar ou proceder à instalação, preparação e ensaio de vários tipos de máquinas, motores e outros equipamentos industriais e de AVAC (aquecimento, ventilação e ar condicionado).
    *Aguarda autorização da Direção Geral do Ensino Superior.

    ver mais

  • Mecânica Automóvel

    O técnico em Mecânica Automóvel é capaz de realizar o planeamento e controlo de processos de manutenção e reparação automóvel em oficinas, supervisionando os trabalhos de diagnóstico, deteção e reparação de avarias nos sistemas mecânicos, elétricos e eletrónicos de veículos automóveis ligeiros e pesados, procurando maximizar a produtividade da oficina de manutenção e reparação automóvel, atentando às normas de segurança ambiental e de higiene e saúde no trabalho.

    Atividades Principais

    • Planear e gerir o trabalho oficinal.
    • Supervisionar os trabalhos de manutenção, diagnóstico, deteção e reparação de avarias em veículos automóveis ligeiros e pesados.
    • Acompanhar e controlar a qualidade dos trabalhos efetuados na oficina, tendo em vista a otimização dos resultados.
    • Supervisionar o serviço de comercialização dos serviços/produtos da oficina, promovendo a satisfação total dos clientes.
    • Garantir o respeito pelas normas e segurança ambiental e de higiene e saúde no trabalho.

    ver mais

  • Moldação de Plásticos por Injeção*

    O Técnico Superior Profissional de moldação de plásticos por injeção será um colaborador da empresa com conhecimento teórico-prático que lhe permitirá assegurar atividades específicas dentro da unidade fabril, entre elas: montagem/desmontagem de moldes e periféricos (outros equipamentos), preparação do processo de moldação por injeção (condições de processamento, acomodação do material plástico, etc.), regulação e controlo dos diferentes tipos de máquinas injetoras, avaliação de defeitos nas peças moldadas e aplicação de medidas corretivas operando, controlo estatístico do processo, aplicação de normas ISO e protocolos internos da empresa. Atividades Principais:

    • Planear, programar e gerir o processo de moldação por injeção de plásticos;
    • Operar e controlar os equipamentos afetos ao processo de injeção de plásticos durante o ciclo de produção;
    • Aplicar as normas de qualidade, segurança ambiental e de higiene e saúde no trabalho, de modo a assegurar o excelente funcionamento do posto de trabalho;
    • Interação com sistemas (semi)robotizados para acabamento e acondicionamento das peças plásticas produzidas;
    • Usar ferramentas de simulação de injeção de forma a melhorar e acelerar o funcionamento do trinómio homem-máquina- simulador;
    • Consultar e analisar documentação técnica;
    • Fazer manutenção dos equipamentos afetos ao processo de injeção de plásticos.
    *Aguarda autorização da Direção Geral do Ensino Superior.

    ver mais

  • Produção Alimentar - Produtos Cárneos e Derivados*

    O Técnico Superior Profissional em Produção Alimentar – Produtos Cárneos e Derivados é o profissional apto a planear, implementar e supervisionar atividades de uma unidade de transformação, armazenamento e distribuição alimentar de produtos cárneos e seus derivados, garantindo a sua qualidade e segurança alimentar. Atividades Principais:

    • Avaliar a qualidade da matéria-prima e produto final;
    • Planear e supervisionar a produção industrial, registando e analisando os resultados técnicos recolhidos;
    • Planear e gerir os recursos humanos de forma eficaz e eficiente em função do nível de produção;
    • Garantir a qualidade e segurança dos produtos produzidos de acordo com a legislação em vigor;
    • Gerir stocks e custos de produção;
    • Colaborar na definição dos objetivos comerciais e nas estratégias de marketing e vendas.
    *Aguarda autorização da Direção Geral do Ensino Superior.

    ver mais

  • Redes e Segurança Informática

    O técnico de Redes e Segurança Informática é um profissional que, de forma autónoma ou integrado numa equipa, tem competências técnicas para a análise, planeamento e desenvolvimento de soluções de redes e infra-estruturas de comunicação de dados, englobando os sistemas informáticos, dispositivos móveis e equipamentos de redes, para comunicações de dados e voz integradas.

    Adicionalmente, o técnico tem também competências na área da segurança das comunicações e da informática.

    Atividades Principais

    • Planear, instalar e configurar infra-estruturas de redes;
    • Realizar a gestão e manutenção de infra-estruturas de redes;
    • Realizar a gestão de servidores e serviços aplicacionais para a Internet;
    • Instalar, configurar e realizar manutenção de sistemas informáticos;
    • Instalar, verificar e certificar cablagens para redes de comunicações, incluindo redes de fibra óptica;
    • Analisar o funcionamento de infra-estruturas de redes e propor optimizações no seu desempenho;
    • Desenvolver soluções de comunicação de Voz sobre IP (VOIP);
    • Integrar soluções de comunicação de voz e dados em infra-estruturas existentes;
    • Avaliar a segurança das infra-estruturas e suas comunicações de dados;
    • Analisar problemas reais de complexidade variável;
    • Administrar e gerir a segurança de sistemas informáticos e redes de comunicação de dados.

    ver mais

  • Sistemas Eletrónicos e Computadores

    O Técnico Superior Profissional em Sistemas Eletrónicos e Computadores planeia e coordena os processos de assemblagem de soluções eletrónicas, tendo em vista a sua otimização e o cumprimento dos requisitos de qualidade, normas e regulamentos de segurança em sistemas eletrónicos. Atividades Principais:

    • Projetar, implementar e/ou depurar sistemas eletrónicos e de computadores para atuação e aquisição, utilizando estruturas de hardware baseadas em microcontroladores e microprocessadores;
    • Projetar, dimensionar e/ou executar placas de circuito impresso de acordo com os requisitos da aplicação, selecionando os componentes passivos e ativos, sistema de sensores e interfaces mais adequadas, módulos de comunicação com e sem fios;
    • Desenvolver e depurar aplicações de software para sistemas de controlo e interface homem-máquina e de sistema críticos para sistemas embebidos de tempo-real;
    • Analisar, elaborar e interpretar esquemas elétricos e eletrónicos, anomalias de funcionamento e formular hipóteses de causas prováveis, equipamentos de medição e análise de sinais elétricos, regulamentação específica e manuais de fabricante;
    • Analisar e otimizar utilizando ferramentas de gestão de processos, simulação e síntese, bem como índices de rastreabilidade de produtos e qualidade os processos de produção de sistemas eletrónicos;
    • Planear, realizar e garantir o exame e ensaios elétricos e eletromagnéticos normalizados EMC, bem como o cumprimento e controlo das normas IPC e dos processos de produção de sistemas eletrónicos;
    • Efetuar orçamentos relativos à execução, manutenção e/ou reparação de equipamentos Eletrónicos, efetuando, nomeadamente, os cálculos de materiais, equipamentos, mão-de-obra e tempos de trabalho para o desenvolvimento de uma soluções customizadas;
    • Prestar assistência técnica a clientes esclarecendo possíveis dúvidas sobre o funcionamento de equipamentos elétricos/eletrónicos e equipamentos intervencionados;
    • Elaborar relatórios e preencher documentação técnica relativa à atividade desenvolvida.

    ver mais

  • Soldadura*

    O Técnico Superior Profissional em Soldadura é profissional que está apto a conceber, elaborar, coordenar e executar projetos de fabricação soldada. Atividades Principais:

    • Conceber, elaborar, coordenar e executar projetos de fabricação soldada;
    • Selecionar processos, equipamentos e materiais de adição;
    • Propor soluções técnicas e economicamente competitivas;
    • Inspecionar e controlar a Qualidade de construções soldadas;
    • Desenvolver trabalhos de investigação científica no domínio da soldadura.
    *Aguarda autorização da Direção Geral do Ensino Superior.

    ver mais

  • Tecnologia e Segurança Alimentar*

    O Técnico Superior Profissional em Tecnologia e Segurança Alimentar define e implementa o planeamento e controlo do processo produtivo de indústrias alimentares, com vista a melhorar o sistema de gestão de segurança alimentar. Atividades Principais:

    • Planear a aquisição e seleção de matérias-primas e ingredientes;
    • Efetuar o planeamento da produção;
    • Gerir e controlar as matérias-primas, ingredientes, produto em curso e produto final;
    • Desenvolver novos produtos para a área de atividade;
    • Definir, implementar e manter metodologias de garantia da qualidade e segurança alimentar;
    • Gerir os mecanismos de notificação e recolha dos produtos;
    • Acompanhar as auditorias desde a entrada das matérias-primas até ao produto final.
    *Aguarda autorização da Direção Geral do Ensino Superior.

    ver mais